16.7 C
Latacunga
miércoles, agosto 10, 2022

Recomendado

CIVIL LEONE: TRABALHOS PARA LUTA CONTRA A SECA LEVANTADOS NO CUNENE

A construção de projectos mais estruturantes para combater a seca no Cunene foi lançada hoje, 6 de Julho de 2022.
Este importante e estratégico acto de consignação contou com a presença do Ministro da Energia e Água, João Baptista Borges, acompanhado pelo Secretário de Estado da Água, Lucrécio Costa, o vice-governador do Cunene para as Infra-estruturas, Faustino Cortez e outras figuras importantes, tanto do Ministério da Energia e Água como do governo local.
Este acto lançou então a construção do «Cunene 8», que inclui os lotes 7, 8 e 9, na margem direita do rio Cunene.
O referido projecto faz parte do PCESSA (Programa de Combate à Seca no Sul de Angola) e faz parte de uma iniciativa no âmbito de um conjunto de acções prioritárias que o Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço tem vindo a levar a cabo e que foi desenvolvido pelo MINEA, o qual irá, sem dúvida, mitigar os graves problemas actuais decorrentes da seca extrema e assim inverter o ciclo de êxodo populacional, o risco de insegurança alimentar e outros males.
Desta forma, o Executivo traz não só água mas também esperança às populações destas regiões gravemente afectadas por este problema.
Este projecto «Cunene 8», que foi lançado hoje, visa construir uma barragem no rio Caculuvar, na localidade de Cova do Leão, e também um sistema de abastecimento de água às comunas de Cahama e Ochinjau.
A reabilitação de 9 barragens e a construção de um sistema de abastecimento de água para Óncocua, com base na utilização de furos artesianos existentes e a construção de novas captações subterrâneas, estão também previstas neste contexto.
Chitado beneficiará também de um sistema de abastecimento de água, com captações do rio Cunene.
Este ambicioso projecto deverá abastecer cerca de 240.000 pessoas e mais de 30.000 cabeças de gado, bem como fazer 17.000 ligações domésticas, mais de 250 fontes, irrigar uma área de cerca de 75 hectares e também fornecer mais de 1.400 empregos directos, num período de tempo estimado de 24 meses.
O Vice-Governador para as Infra-estruturas da Província do Cunene, no seu discurso, felicitou o MINEA por este acto, e até elogiou o PCESSA tendo em conta a sua importância para o Cunene.
O Ministro João Baptista Borges referiu, entre outros aspectos, que estas obras estruturantes são importantes, mas que a combinação entre estas e «medidas de resultados imediatos» é o que pode contribuir para o sucesso desta importante estratégia de combate à seca no Cunene. Referiu também o factor emprego, e que este trabalho irá empregar directamente cerca de 1400 pessoas. O ministro, num tom esperançoso, referiu que prevê um ponto de viragem para esta região e que isto atrairá mais empresas, mais empregos e mais riqueza. Concluiu dizendo que a PCESSA em breve se mudaria também para o Namibe e a Huíla. O titular da pasta da Energia e Água prometeu até trabalho e empenho em trazer água para esta região e resolver este problema nesta região do Cunene.

THE MINEA OFFICE FOR INFORMATION TECHNOLOGIES, INSTITUCIONAL COMMUNICATION AND PRESS, Cunene, 6 de Julho de 2022

Recomendado

No te pierdas